Posts com Tag ‘TV Cultura’

O nosso amado governo quer ressuscitar a CPMF, sob alegação de que não existe grana para a saúde. Até parece que o que foi arrecadado desde a década de 90 até 31 de dezembro do ano passado se dedicou à saúde… Agora, sem CPMF, o governo bateu recorde na arrecadação de impostos e ainda não está contente. Vale lembrar que 40% de tudo o que a gente ganha com nosso trabalho vira imposto, mas nossa aposentadoria não está garantida (o governo esqueceu o tal “rombo na previdência”), os hospitais em geral estão péssimos e sem médicos, as escolas públicas estão péssimas e sem professores, a segurança pública parece que não tem jeito, as estradas do governo estão cheias de buracos e as privadas cobram pedágios bem altos.

Só lembro da fúria da Salette Lemos, que acabou sendo demitida da TV Cultura após este episódio:

Ah, sim! A sigla desse novo imposto (o correto é chamar de contribuição) é CSS e, por enquanto, o único CSS legal que a gente conhece é este aqui, dando show no sempre hypado Festival de Coachella, na edição 2007:

Cansei de Ser Sexy! Cansei de pagar impostos que financiam cartões corporativos – os cartões da vergonha!

Aliás, já baixou o sensacional single novo do CSS, Rat Is Dead (Rage)? Não? Então baixe aqui.


Direto do Adnews:

Artistas e técnicos da TV Globo se sentiram frustrados na semana passada. Descobriram que a queda da audiência na estréia da programação 2008 aconteceu por falha do Ibope. Atrações como “A Grande Família”, “Toma Lá Dá Cá”, e “Casseta & Planeta”, perderam até três pontos na medição geral. Neste último caso, se computados os números errados, seria a pior reestréia dos “Cassetas” na emissora. O Ibope reconheceu a falha e emitiu nota de desculpas. A informação foi divulgada hoje pelo colunista do jornal Folha de S.Paulo, Daniel Castro.

Segundo o comunidado, o Instituto detectou que havia um domicílio de Santo André (Grande São Paulo), assinante da Net ABC/Vivax, que estava sintonizando um canal descadastrado no que chamam de “tabela de alinhamento”. Após verificação, descobriu-se que tal emissora é o Canal Universitário, canal 18 no ABC. Porém, a tentativa de consertar o erro não deu certo. Ao invés de o alinhamento ter sido feito com a Net ABC, o reparo foi realizado na Net São Paulo, onde o canal 18 é o da Globo. Logo, a audiência da Globo cravada na Net São Paulo, no período entre 1º e 3 de abril, foi atribuída ao Canal Universitário.

Ou seja… Cerveja! O Canal Universitário de Sampa ficou aí três dias com uma audiência média de três pontos, o que o coloca à frente da MTV, da Rede TV! e da TV Cultura. Se bobear, ficou à frente até do SBT também, que não anda bem das pernas.

Devo acreditar que devem ter sido os três dias mais felizes da história do Canal Universitário paulistano, já que a audiência deste tipo de emissora costuma ser traço-traço. Deve ter alguém com síndrome de Robin Hood no Ibope. Bom, mas vamos ver o que – de acordo com a grade do Canal Universitário – roubou a audiência da Vênus Platinada: na terça, enquanto a Globo transmitia Casseta e Planeta e Toma Lá Dá Cá, o Canal Universitário passava as imperdíveis atrações Debate Aberto e Repórter São Marcos, ambos produzidos pela Universidade São Marcos; na quarta a Globo mandava pro ar o futebol e o Canal Universitário transmitia Antenados e Coletiva, da Universidade São Judas, e Recorte, do Mackenzie; já na quinta-feira, último dia da alegria, A Grande Família reestreava na Globo, enquanto o Canal Universitário passava uma atração que não aparece no site deles. Alguém sabe qual seria?

Em tempo: a bisparada deve ter adorado isso tudo.