Posts com Tag ‘show’

Eeeeu deveria estar fazendo minha monografia, mas vim aqui postar sobre o Vale Open Air por alguma razão obscura… ah, sim! Por que eu comprei ingressos pra ir no Vale Open Air no dia em que entrego a bendita. Então, qualquer que seja o resultado final, eu vou estar comemorando…

Esse evento já foi da Vivo, da Claro, agora foi pra Vale…. ano que vem vai ser de quem, do Eike Batista? Da Dilma? Da Geisy? Quem viver verá… Anyway, é aquele esquema de cinema + show no Jóquei do Rio, tela gigantona. Sounds nice.

Ingressos já a venda no Ingresso.com.br. A meia é 20 pila, mais R$ 3,00 de serviço. Olha, pra 1 ou 2 filmes + show ou festa tá de ótimo tamanho!!

Vamos à programação (crédito para o auxílio d’O Globo):

25/11: Filme: “Histórias de amor duram apenas 90 minutos”/ Show: Villa-Lobinhos

Filme brasileiro-argentino com o casal Caio Blat e Maria Ribeiro. Uhmm… próximo!

26/11: Filme: “Julie & Julia”/ Show: Spok Frevo Orquestra

Tão falando muito bem desse filme por aí… é com a Meryl Streep e Amy Adams, sobre alguma coisa com culinária e lições de vida. Certo. Próximo!

27/11: Filme: “O fantástico Sr. Raposo”/ “Alguém tem que honrar essa derrota” (curta)/ Show: Casuarina

Wes Anderson fazendo animação. Wes Anderson. Eu não sei PORQUE eu vou perder isso, mas provavelmente não poderei ir. Triste.

28/11: Filme: “O mundo imaginário do Dr. Parnassus”/ Festa: Moo

Filme de Terry Gilliam, ex-Monty Phyton, última aparição de Heath Ledger nas telas. Tô por fora dessa festa Moo, te que ir com estampa da vaquinha?

29/11: Filme: “Planeta 51″/ Show: Monobloco

Opa, esse é sobre a criação da fábrica da Caninha da Roça em Pirassununga – SP, e todos os percalços que os criadores da famosa aguardente tiveram que passar pra levar à frente esse sonho. Tá, mentira, eu não faço ideia sobre o que fala esse filme. Joguei no Google, é uma animação de alieníegena. Não preciso explicar “Monobloco”, né?

01/12: Filme: “Eu te amo Phillip Morris”/ “Palíndromo” (curta)/ Show: Lucas Santanna

Filme com Jim Carrey e Ewan McGreggor fazendo par romântico. Rolam saliências com Rodrigo Santoro (será que ele tem falas?). Caso encerrado.

02/12: Filme: “A todo volume”/ Show: Mestres da Guitarrada

Esse documentário é um dos melhores que eu já vi na V-I-D-A. É muito lindo. É emocionante. Reúne Jack White, The Edge e Jimmy Page pra falar sobre a guitarra e o rock’n’roll e everything in between, é tipo de chorar. Eu cantei no cinema, ficaram reclamando. Coisa de recalcado.

03/12: Filme: “Atividade paranormal”/ “Vinil verde” (curta)/ Show: Mart’nália

Atividade Paranormal brilhou muito no Twitter. Aparentemente foi feito com pouca grana e tá bombando lá fora. Eu sou bobinha e tenho medas de filme assim. Todas as outras pessoas normais podem curtir.

04/12: Filme: “Veludo azul”/ “De resto” (curta)/ Festa: Pitada, com Paraphernalia

Clássico de David Lynch.

05/12: Filme: “Zumbilândia”/ Festa: I Love Pop

Outro filme que tá bombando lá fora, com Woody Harrelson.

06/12: Filme: “Sea of darkness” (vídeo na tenda)/ “Bra boys”/ Show: Orquestra Voadora

Não sei o que é isso de (vídeo na tenda). Orquestra Voadora é algo que eu deveria saber falar sobre, mas não sei. Parece legal, eles, tipo… voam mesmo?? hihi

08/12: Filme: “Vício frenético”/ Show: Musicomédia

Tive que jogar no Google pra descobrir que “Bad Lieutenant: Port of Call New Orleans” virou isso de “Vício Frenético” aqui no Brasil. Pombas, hein! Bom, é o novo do Werner Herzog (você viu “Kaspar Hauser”? Teve aula com o Freund?), com Nicholas Cage, Eva Mendes, aborda o contexto do furacão Katrina que assolou Nova Orleans.

09/12: Filme: “Macunaíma”/ Show: Ana Cañas e Maria Gadú

Clássico do cinema nacional com Grande Otelo. Ana Cañas e Maria Gadú são as novas revelações da música popular brasileira, por talento ou por força da repetição de que são as novas revelações da música popular brasileira estilo mantra Ad nauseum.

10/12: Filme: “Hedwig: Rock, amor e traição”/ Festa: Dancing Cheetah

Filme glam que já virou tipo clássico moderno. Vá de boá no pescoço e purpurina.

11/12: Filme: “Tudo pode dar certo”/ “Nova York, eu te amo”/ Show: The Whitest Boy Alive

Novo do Woody Allen, com Larry David e Evann Rachel Wood (Manson). Todo mundo diz que é ótimo. “I Love NY” é da série que já rendeu “Paris Je t’aime”. Deve ser bom. Whitest Boy Alive tem o Erlend Oye, metade do Kings of Convenience e pra mim isso já basta.

12/12: Filme: “Entre irmãos”/ “Yansan” (curta)/ Festa: Calzone

Coisa de soldados americanos indo pro Afeganistão. No elenco, Natalie Portman, Tobey Maguire, Jake Gyllenhaal… desculpa aí quem curte, a Natalie até que passa mas o Tobey e o Jake são dois insossos e com cara de paisagem a la Murilo Benício que me irritam.

13/12: Filme: “This is it”/ Shows: Cordão do Boitatá e Exalta Rei

Se alguém ainda não sabe, é o documentário póstumo de Michael Jackson, que quase sai antes do enterro do pobre. Vai ser mó festa da misturebância, puro pop de Michael, bloco de samba e choro. Don’t stop til you get enough.

Ufa, the end. Pra quem vai, divirta-se. Não moro na Zona Sul, pra mim a Gávea é o fim da linha. Eu vou mas não sei se volto. Espero achar um montinho de feno pra descansar a cabeça…


morrissey_rockMorrissey agradeceu neste domingo aos fãs pelo apoio após o mal estar de ontem e pretende seguir com a turnê.

De acordo com o site Gigwise, Jonathan Ross, amigo próximo de Mozza, ele “parece OK” e está apenas “em repouso”. Ross tuitou, inclusive, que o cantor pretende dar continuidade à turnê britânica, terça agora, dia 27, no Albert Hall. Apesar disso, o site oficial de Morrissey informa que o show foi remarcado para o dia 5 de novembro.

Após desmaiar no final da primeira música, This Charming Man, o cantor de 50 anos foi retirado do palco em Swindon (Inglaterra) por sua própria equipe e deixou o local em uma ambulância. Ainda segundo o site do ex-líder dos Smiths, uma mensagem informa que o estado de saúde dele é estável, que Morrissey agradece a todas as boas vibrações e promete postar novas informações o quanto antes.

Tuite-nos ou deixe-nos (brincadeirinha): http://wp.me/pdGj4-ED

O cantor Morrissey passou mal no início de um show na noite deste sábado, em Swindon, na Inglaterra. Mozza não chegou nem a cantar a primeira música toda e desmaiou. O estado de saúde dele é considerável estável e a turnê está cancelada.

morrissey

Testemunhas relataram ao jornal The Telegraph que o cantor entrou no palco no início da noite e saudou a plateia: “Boa noite… provavelmente” . Durante a canção de abertura, a clássica This Charming Man, da época dos Smiths, ele desmaiou e precisou ser carregado pela sua própria equipe.

Espectadores disseram que Morrissey entrou no palco meio perdidão, tremendo e, quando a música se aproximava do fim, ele ajoelhou e desmaiou no palco.

“As luzes apagaram, ele foi tirado do palco e então a banda saiu”, contou uma testemunha. “Após 25 minutos de espera, uma pessoa da equipe informou que Morrisey deixara o prédio, seriamente doente”, acrescentou.

Morrissey, que está no meio de uma turnê mundial, já havia cancelado alguns shows este ano, por motivo de saúde.

“Somente após as 21h (19h horário de Brasília) nós recebemos um chamado informando que um homem de 50 anos de idade sofreu um problema respiratório e estava inconsciente” , disse um portavoz do serviço de emergência. “Quando o socorro chegou, encontrou o paciente consciente, mas ainda passando mal. Foram dados os primeiros-socorros e levaram-no para o Great Western Hospital”.

De acordo com o hospital, Morrissey foi internado, passou por uma bateria de exames e seu estado de saúde é considerado “estável” . Torcemos pela rápida recuperação desse nosso ídolo.

Esta notícia foi descaradamente inspirada (se é que você me entende) no Gigwise e no NME.com.

COLETÂNEA SERÁ LANÇADA NESTA SEGUNDA

A coletânea de lados-b Swords, que já estava prevista para começar a circular nesta segunda-feira, dia 26, deve chegar mesmo às prateleiras do Reino Unido na data prevista. Já as lojas dos EUA só devem ter os discos a partir do dia 3 de novembro. As faixas do disco são:

1. Good Looking Man About Town
2. Don’t Make Fun of Daddy’s Voice
3. If You Don’t Like Me, Don’t Look At Me
4. Ganglord
5. My Dearest Love
6. The Never-Played Symphonies
7. Sweetie-Pie
8. Christian Dior
9. Shame Is the Name
10. Munich Air Disaster 1958
11. I Knew I Was Next
12. It’s Hard to Walk Tall When You’re Small
13. Teenage Dad on His Estate
14. Children in Pieces
15. Friday Mourning
16. My Life Is a Succession of People Saying Goodbye
17. Drive-In Saturday
18. Because of My Poor Education

Tuíte: http://wp.me/pdGj4-Ep

porao vh3

Se hoje o dia é de debates e palestras, a programação do Porão do Rock de amanhã será voltada para o resultado deste falatório todo: a rapaziada vai praticar o que apreendeu. As cabeças falantes e pensantes vão participar dos grupos de trabalho (GTs), que serão dividios em duas etapas: das 9h ao meio-dia e das 15h às 18h. A conclusão de tudo isso a gente vai ter no sábado, quando as atas dos grupos de trabalho serão apresentadas, das 9h ao meio-dia. Depois, sim, às 16h, o rock rola nos palcos.

Os GTs servirão de base para a Rede Música Brasil (RMB) e serão divididos em quatro núcleos: circulação, comunicação, legislação e formação. Tudo com entrada franca e lá no auditório da Biblioteca Nacional.

Dissemine: http://wp.me/pdGj4-Dz

Está na rede o vídeo de Crying Lightning:

Treinando pro show de logo mais!!!

Your past times
Consisted of the strange
And twisted and deranged
And I love that little game you had called
Crying Lightning
And how you like to aggravate
The ice cream man on rainy afternoons

Direto do blog Bloody Pop:

Sim, o Beirut vem ao Brasil e a turnê vai passar por 3 cidades (Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro) em 5 datas, quem informa é o Uol. Os soteropolitanos verão Zach Condon e sua trupe nos dias 04 e 05 de setembro no Teatro Castro Alves, parte do Panorama Percussivo Mnudial[sic]. No Rio, os show acontecem no Teatro Oi Casa Grande nos dias 08 e 09. A turnê aparentemente termina na capital paulista no dia 11 no Via Funchal, mas como o boato original ainda falava em Recife e por esses dias rolará por lá o No Ar Coquetel Molotov, eu não descartaria a possibilidade.

Pra entrar no clima, você pode acessar o site do Beirut e baixar gratuitamente a faixa nova (valeu, filopucpos!), A Sunday Smile, do disco The Flying Club Cup (gravadora Ba Da Bing!, 2007). É só clicar. Não precisa nem se cadastrar, nem nada. A seguir, a faixa que estava na abertura da série Capitu, da TV Globo, e fez a fama dos caras por aqui. A música se chama Elephant Gun e o clipe é sensacional:

Logo mais tem show do Empire Of The Sun transmitido via web, ao vivo, direto da Austrália, de onde o eclipse solar será visto parcialmente. Somente alguns asiáticos poderão assistir ao fenômeno na sua totalidade. De acordo com os cientistas, este será o mais o eclipse solar mais longo previsto para o século XXI. Simbora entrar no clima? Qual das três eles vão tocar durante 6min e 40seg de eclipse?



Certeza que, se existir vida inteligente em Marte, Empire Of The Sun vem de lá e representa a categoria hippie.

Vai rolar na próxima semana um eclipse total do Sol. O ápice, na madrugada de terça (dia 21) para quarta-feira (22), vai durar cerca de 6min40seg e será, de acordo com a Wikipedia, o de duração mais longa de todo o século XXI, que está somente começando.

A notícia ruim é que só quem mora na Índia, Nepal, Butão, China e em algumas ilhas do Pacífico poderá ver o eclipse total. Quem habita o Sudeste Asiático e a Oceania vai ver parte do fenômeno natural. E nós? Só pelas imagens que circularem pela web e pela TV, porque, né?, aqui será madrugada e o eclipse é SOLAR.

E então você pergunta: e eu com isso? O negócio é que o duo australiano Empire Of The Sun (que nós já indicamos pra baixar e até incluímos num line-up ideal para um festival) vai aproveitar a ocasião para transmitir ao vivo um show pela web. Marcaram para “pouco depois” de meia-noite de terça para quarta-feira. Se você esquece das coisas com facilidade, que nem eu, melhor cadastrar seu e-mail para receber os alertas do show. Minha mãe ainda se espanta com essas “maravilhas da tecnologia” (sendo que Elvis já fez algo do gênero há 36 anos).

O GARI aqui espera que eles toquem Standing On The Shore, que é a minha faixa favorita:


A-a-a-a… Don’t want to talk! All I hear is noise

O Muse marcou para 14 de setembro o lançamento do quinto álbum de estúdio, The Resistance. A data foi estrategicamente escolhida para preceder a volta do bandão de Matt Bellamy às arenas de shows. De acordo com o semanário britânico New Musical Express, o Muse agendou sete shows em arenas do Reino Unido e da Irlanda, incluindo dois shows na Arena O2 (aquela onde o Led se reuniu em 2007).

The Resistance foi inteiramente gravado na Itália e sucede Black Holes And Revelations (Warner, 2006), que trazia esta faixa aí:

No ano passado o Muse passou pelo Brasil, com a turnê do DVD H.A.A.R.P (Warner, 2008).

Paul Stanley não cai nunca do salto

Paul Stanley não cai nunca do salto

O bandão de Paul Stanley e Gene Simmons vai trazer a turnê Alive/35 (que comemora os 35 anos de carreira) a palcos tupiniquins. Serão dois shows: dia 7 de abril no Anhembi, na Paulicéia, e dia 8 na Praça da Apoteose, no Rio. Em São Paulo, os ingressos – inteiros – vão custar de R$ 170 a R$ 350 e começam a ser vendidos no próximo dia 12. Já no Rio, NADA de informações.

Essa coisa assim meio perdida te lembra alguma coisa? Seria o prenúncio de um caos? Uma grande confusão? Ou seria pane no sistema? Um perrengue daqueles para os fãs? Dificuldades de conseguir ingressos antecipados? Vexame público? E será que vai sobrar ingresso pra caramba depois?

Pois então… Se isso acontecer, NÃO será mera coincidência, já que a produtora do show do Kiss é a famooosa Time For Fun, que trouxe a Madonna ao Brasil há um mês e meio.

Só nos resta desejar boa sorte aos fãs.