Posts com Tag ‘Sexo’

Hoje é dia! E se a sua namorada não quer fazer ahnnn… Enfim! Diz pra ela que a Francine, do BBB 9, deu uma verdadeira aula de como liberar o Tóin, sem cobrar nem os dez contos. Não crê? Assista, então. Classificação: 18 anos ( e olhe lá!).


Você vira de ladinho e vai…

E nem foi a primeira vez que isso passou assim na TV. No ano passado, mesmo, escrevemos sobre algo parecido, que ocorrera no SBT.

Vida de Big Brother não é mole. As pessoas não dão trégua e querem saber de tudo que a eliminado faz assim que sai da casa. É claro que não fazem nada de interessante por isso que o grande lance é saber o que fizeram no passado. É AÍ QUE ENTRA O GRANDE LANCE!

A última eliminada do BBB já está mais famosa pelo passado do que pelo que aprontou na casa. Um vídeo circulou na internet com a Maíra “com a boca na botija”. Depois da pressão feita sobre ela, Maíra declarou que é uma coisa normal “de qualquer mulher casada” mas é claro que deu o que falar. Vejam o que diz a manchete de hoje do diário carioca Meia-Hora (capa em pdf aqui):

meiahora_bocanabotija

Ééééé..pra quem disse que não faria nada no BBB porque tem um flho de 8 anos, ela mostrou pra internet do Brasil todo como ela conseguiu tê-lo.

Ps: Esta LIXEIRA DO POP não disponibilizará o vídeo pois somos contra baixaria gratuita mas é só escrever “Maíra Cardi” no Google… ops… I did it again.

Olha, já deu pra perceber que um Gari é mais sério e o outro, mais trash. Um escreve coisas de alto nível e o outro já se acostumou com a baixaria… Bom, isso tudo pra escrever alguma coisa, já que fica feio postar um vídeo assim, sem mais nem menos. E se isso aqui é a LIXEIRA, o SBT é o nosso depósito e o YouTube, nossa usina de reciclagem. Infelizmente acho que isso não passará no Quem não viu vai ver.

Em ritmo de funk, uma aula especial, direto da tela do SBT, via Jacaré Banguela:


“Ai, se fosse o meu!”

Como o pessoal resolveu comentar o post sobre o tempo “adequado” para o ato sexual via e-mail – e não aqui nesta LIXEIRA DO POP, vamos publicar o que teve de mais interessante. Lá vai:

Bernardo Canto, vocalista e guitarrista da banda Tijolo de Vera:
Varia entre 3 e 13 minutos, na verdade, segundo o Meia Hora. Ah! E “famosos dizem que esse tempo não dá pra nada”.
Hehehe

Bruno Pacheco, publicitário:
Já inventaram o conceito de “deadline sexual”? Era mesmo o que faltava…

Carolina Bittencourt, repórter do Jornal do Brasil:
Olha, 2h dá tempo de conversar, tomar um banho (ou dois) e ficar satisfeito! Só não consegui ainda preparar a comida… rsrsrsrs
Esse povo adora inventar conceitos de produtividade. Mas p sexo não, né? To fora!

Rafael Maia, assessor de imprensa:
Ô, falta do que fazer…Quer dizer que vamos precisar trocar o chicotinho pelo cronômetro?
Não! Contagem regressiva definitivamente não rola! Brochante!

 

Audiência qualificada é a melhor coisa que existe!

m_sexo1g.gif

Cérebro de quem só pensa “naquilo”

Uma reportagem da BBC reproduzida pelo Globo On traz os resultados de uma pesquisa realizada por pesquisadores de uma universidade da Pensilvânia, EUA. O título da matéria já dá a dica do fracasso: Ato sexual ideal dura de 3 a 13 minutos, diz estudo. A seguir, trechos da reportagem (em itálico) e os nossos comentários.

O estudo, publicado na revista Journal of Sexual Medicine, afirma que um ato sexual “adequado” dura entre três e sete minutos; um “desejável”, de sete a 13 minutos; um “curto demais”, de um a dois minutos; e um “muito longo”, de dez a 30 minutos.

Assim… Uma rapidinha de um ou dois minutos não pode ser chamada de sexo. É, no máximo, um pensamento mais safadinho. E como assim “ato sexual adequado”? Passou de sete minutos o ato é inadequado? Mas vamos continuar…

“Infelizmente, a cultura popular atual reforçou estereótipos a respeito das atividades sexuais”, acrescenta o estudo. “E muitos homens e mulheres parecem acreditar na fantasia de um pênis enorme, ereções duras como uma rocha e relações que duram a noite toda”, afirmam os autores da pesquisa.

Tipo: vamos imaginar o contrário. O ideal, então, seria um pinto pequeno, ereções flácidas (sic) e relações que caibam nos dez minutos do cafezinho, para poder voltar a trabalhar depois. Ok! Continuemos.

Pesquisas anteriores indicavam que uma grande porcentagem de homens e mulheres gostaria que a relação sexual durasse 30 minutos ou mais.

Traduzindo: pesquisas anteriores foram feitas com pessoas de verdade e não com robôs.

“Com essa pesquisa, esperamos dissipar estas fantasias e encorajar homens e mulheres com informações realistas a respeito de relações sexuais aceitáveis, evitando decepções e problemas sexuais”, acrescentou o pesquisador. O estudo também poderá ajudar no tratamento de pessoas que já têm problemas sexuais.

Mesmo porque qualquer trepadinha de dez minutos pode ser a grande transa da sua vida.

Sem mais para o momento, porque a gente só pensa… naquiiilo.