Posts com Tag ‘radio 1’

Há 35 anos a banda The Wings, que Paul McCartney formou com a então mulher Linda após o fim dos Beatles, lançava um single que até hoje encanta admiradores do bom rock. O riff da guitarra é marcante, o vocal é marcante, a virada da bateria é marcante. Eu, pelo menos, não me canso de ouvir. E juro que me emociono cada vez que ouço. Que nem esses brasileiros sortudos que viram o Macca chamar o Dave Grohl pra levar este som há um ano e uma semana, em Liverpool:

Band On The Run, uma parceria do ex-Beatle com Linda, tem o mesmo nome do disco lançado no finalzinho de 1973. Disco este que, nos EUA, alcançou o topo das paradas e foi o mais vendido de 1974, recebendo naquele ano o certificado de platina tripla (3 milhões de cópias vendidas). Inteiramente gravado na Nigéria, o álbum rendeu o Grammy de melhor performance de vocal pop de um grupo, em 1975, estava em 75º lugar na lista dos 100 melhores discos britânicos de todos os tempos da respeitada revista Q e em 418ª posição no ranking dos 500 melhores álbuns de sempre da revista Rolling Stone.

O single Band On The Run não fez por menos: no dia 8 de junho de 1974 alcançou o topo da lista pop dos EUA e ficou lá, quietinho, sem ninguém incomodar, durante nada menos que 13 semanas. O compacto havia sido lançado em abril na França e nos EUA e naquele mês na Inglaterra. De cara, foi “disco de ouro”, com mais de 500 mil cópias vendidas. Além disso, ano passado a música apareceu, como você vê acima, no game Guitar Hero: World Tour. Diz aí: quanta grana Sir Paul McCartney já não colocou debaixo do colchão só com esta música, hein?

É claro que várias bandas fizeram e ainda fazem cover desta faixa, mas a versão que aparentemente mais agradou Macca (vide o primeiro e o terceiro vídeos deste post) foi feita pelo Foo Fighters para a coletânea Radio 1. Established 1967, lançada em 2007 para comemorar os 40 anos da Radio 1, da BBC (aliás, recomendo o download; trata-se de um álbum duplo, com versões ótimas e outras nem tanto, mas que valem a pena ouvir).

Termino, então, com o vídeo da canção original. Deleite-se e boa semana! The Wings, Band On The Run.

Bono – o criador -, que nunca reclamou de um pernilongo atrapalhando seu sono, disse que Chris Martin – a criatura – era um punheteiro… hauahuahaua. Juro! Palavras dele. Em rede nacional no Reino Unido. De acordo com a Folha Online:

A entrevista com Bono foi ao ar no dia 27 e, segundo o “Daily Mail”, no mesmo dia seis reclamações foram recebidas pela rede. Na manhã daquele dia, Bono, em entrevista na Radio 1 para a DJ Jo Whiley chamou Martin de uma palavra vulgar que quer dizer “masturbador”.

A DJ imediatamente pediu que Bono se desculpasse. Ele o fez, mas complementou dizendo que Martin tinha um caráter cretino e que os comentários eram uma brincadeira.

Diz que perguntaram se o líder do U2 considerava Martin tão bom músico quanto Paul McCartney. Queriam que respondesse o que, né? Ele falou que Chris Martin até era bom de melodia, mas também é um wanker (vocábulo censurado no Reino Unido). Ou seja, as atitudes paunocu do vocalista do Coldplay tiraram até o Bono do sério. E olha que o Martin é o maior Bono wannabe. Shame on you Chris Martin!

Ah, bom lembrar que o disco novo do U2, No Line On The Horizon, está bem fraquinho e o Bono, marqueteiro do jeito que é, precisa aproveitar qualquer espaço pra aparecer na mídia e dizer que o disco é revolucionário e tal. Então, vale tudo, fia! Até baixaria com o seu imitador de luxo, mister Martin. Nós somos contra divulgar este tipo de baixaria, mas como o alvo era o Chris Martin, abrimos uma exceção.

O frontman do Coldplay, aliás, ainda não comentou o insulto. A última postagem no blog da banda é das oito e pouca da noite do próprio dia 27 de fevereiro, mas passa longe de tratar do assunto.

MAS ADMITE CHUPADA. UI!

Tô nem ai, tô nem ai

Tô nem aí, tô nem aí

Vimos esta semana no site do New Musical Express: o Chris Martin jurou de pés juntos que foi ele quem escreveu Viva La Vida e qualquer semelhança com um solo do Satriani ou a linha vocal de uma banda indie é mera coincidência. Bom, achamos natural ele negar. Já era até esperado, inclusive (leia abaixo VIVA LA VIDA). Ah, ele também disse que, devido às acusações de plágio – coitado – a banda teve uma briga feia e quase acabou.

Não escrevemos aqui porque achávamos que poderia surgir algo mais… interessante. Na mosca! O vocalista do Coldplay deu uma entrevista ontem para a Radio 1, da BBC, e admitiu que uma das melhores canções da banda, Shiver, lançada em 2000, é “chupada” de Jeff Buckley. Como o Chris não aparece pra dar só uma declaração bombástica (a exemplo de: “não plagiei” / “a banda quase acabou”), ele aproveitou pra dizer que os shows que estão rolando em Londres poderiam ser muito melhores e, numa escala de zero a dez, deu nota três para as atrações desta semana.

VIVA LA VIDA

Make music fair

Make music fair

Não precisamos dizer que não acreditamos no Chris Martin. Até achamos que, a exemplo do que fez ontem, daqui a uns dez anos – ou quando o Coldplay finalmente acabar (finalmente pra ele, ok? – leia sobre o fim da banda a seguir), ele virá a público e contará toda a verdade. Seja na Radio 1, seja no Silvio Santos, seja na Márcia. Um dia a verdade aparecerá. Enquanto isso, vamos vivendo la vida.

Em tempo: a música é ótima, o disco do Coldplay está bem bacana e faz jus às sete indicações ao Grammy. Só podia rolar um cadinho mais de sinceridade, mas entendemos que admitir um plágio antes de ganhar o Grammy é um senhor tiro no pé. Esperemos a premiação.

FIM DO COLDPLAY? PERGUNTE AOS GALLAGHER

Ninguém deve torcer tanto pelo fim do Coldplay quanto o próprio Chris Martin. O cara adora espalhar por aí que a banda está próxima do fim, que a banda quase acabou, que em breve o grupo vai se separar… O que é isso? Jogada de marketing? Chris, isso é coisa de moleque e nem pega bem uma pessoa da sua idade ficar fazendo isso. Se continuar assim, o fim do Coldplay será algo do tipo “fim de Sandy & Junior”, com direito a tour de despedida, muita grana no bolso e os fãs é que se danem.

Noel Gallagher + Chris Martin

BFF: Noel Gallagher + Chris Martin

Sério! Achamos que alguém deveria perguntar aos irmãos Gallagher o que eles pensam sobre o fim do Coldplay, o plágio de Viva La Vida e a chupada de Shiver. Seria, sem dúvida a melhor análise dos casos. Detalhe é que o Noel é (ou era; não sei) amiguinho do Chris Martin e já havia até brigado com o Liam por causa dessa amizade. Que lindo! O lance é que, de uns tempos pra cá, o Noel anda concordando muito com o Liam. E o Liam acha o Chris Martin um grande babaca. Sem problemas, pensamos o mesmo sobre ele. Peraí! Sobre “ele” quem: o Liam ou o Chris? Hmmm… os dois, dependendo da ocasião. Aliás, veja Noel e Chris Martin tocando Yellow: