Posts com Tag ‘myspace’

Opa, e ai, tudo bem? Eu sou Maurício, tenho 22 anos e não faço jornalismo. Na verdade, nem trabalho com comunicação. Eu tô aqui mais porque eu tenho uma banda e sou apaixonado por música.

Eu acompanho o blog desde o início, praticamente desde o nascimento. Conheci o LIXEIRA através do Victor. Mesmo com assuntos interessantes, nunca tive o hábito de ler blogs, comentar neles muito menos, mas, por achar despojado, dei algumas dicas pro LIXEIRA. A primeira vez que escrevi mesmo foi quando fui convidado a fazer a resenha do CD do Sepultura, já que fui a dois shows deles além de indicar a “Dança do Quadrado” e comentar em alguns posts. E assim me tornei íntimo deste blog.  Finalmente, no dia 14 de fevereiro me tornei um GARI, estreando oficialmente no dia 25 de fevereiro deste prezado ano.

E pra comemorar o primeiro aniversário desta simpática LIXEIRA, fui incumbido de selecionar novas bandas que apresentam algo especial, diferente das outras bandas. São 13 nomes que, mais cedo ou mais tarde, vocês podem ouvir em algum lugar e nos orgulharemos disso. E os escolhidos são:

ROCKZ
A banda é como Fênix: após ter clipe na MTV, mudar a formação e perder o status que havia conquistado, o Rockz mostra sua nova cara . Com músicas excelentes como Tô Planejando, a banda dá o gostinho da prévia do novo CD que está previsto para abril. Uma das minhas bandas preferidas. Fica a pergunta: qual é a melhor fase do Rockz? Confira em www.myspace.com/rockz1 e tire suas conclusões.

VI GERAÇÃO DA FAMÍLIA PALIM DO NORTE DA TURQUIA
A bem-humorada banda do Paraná disponibilizou uma amostra grátis do CD ¿Por que no te callas?. Além de seis músicas do novo álbum, podemos conferir uma entrevista muito divertida de 11 minutos com os caras. Muito bom! www.myspace.com/familiapalim

GANESHAS
Rock leve e gostoso de ouvir aliado a boas letras. Além da boa voz de Brenno Quadros, encontramos frases de escaleta, violão folk, piano honky-tonk , banjo e boas músicas. Vale a pena conferir em www.myspace.com/ganeshas.

MOTHERFUNK
A melhor banda de Niterói e uma das mais potentes do Rio de Janeiro, com certeza. A Mother (como seus fãs gostam de chamar) faz com maestria um som que nos leva aos anos 70 e a vontade de cantar as letras e danças suas músicas é incontrolável. Duvida? Confira em www.myspace.com/motherfunkbr

CANASTRA
A banda do Hermano Rodrigo Barba faz um som divertido, na mesma linha do “Móveis”, porém com uma pegada diferente. Destaque para Dallas. www.myspace.com/canastra

MÓVEIS COLONIAIS DE ACAJU
Os brasilienses não são tão novatos assim, ostentam em seu currículo programas de TV e turnê européia mas a novidade está no que podemos conferir no myspace dos caras. A possibilidade de ouvir dois singles do novo CD, que está previsto pra ser lançado em breve, é um motivo para pensarmos do que essa banda é capaz. Uma das minhas bandas preferidas. www.myspace.com/moveis

TIJOLO DE VERA
Vale fazer um jabá da minha banda, né? Então, lá podemos conferir vídeos e fotos além do single Dois Palmos, que estará presente no cd de estréia ainda sem previsão de data para o lançamento. Outras músicas presentes na demo da Tijolo também pode ser ouvida no site. Nos próximos dias lançaremos outro single. Vale a espera. www.myspace.com/tijolos

BENFLOS
A banda do performático Diogo Brandão mostra um som diferente e recheado de poesia. Destaque para Atentado e O Rei Está Nu. www.myspace.com/benflos

VULCA
Direto do interior de São Paulo para a MTV, a banda liderada por vocalista e compositora Mirla Salem mostra ambição com as músicas do CD de estreia Minha Vitrola. A banda mostra um pop com boas melodias e boas letras. Lá podemos conferir o clipe da música que dá o nome ao álbum. Para saber porque a banda merece voos mais altos acesse www.myspace.com/vulcasongs

CARAS DE VIDRO
Os niteroienses fazem um rock and roll como deve ser feito. A voz marcante de Filipe Pamplona causa amor e ódio entre os ouvintes mas sua performance sempre cativa. Eu acho muito bom. Destaque para a poderosa Ligando a Máquina e a radiofônica Extraterrestre Feminina. www.myspace.com/carasdevidro

BRASOV
Os sete caras da banda carioca se munem de instrumentos de sopro, percussão, guitarras elétricas, espírito retrô e nos levam às noites russas ou aos filmes B dos anos 70. Ou não. Nem eles sabem ao certo. A dica é muito válida pois a banda é muito boa. Mesmo basicamente instrumental, a banda também é famosa por tocar com Wando, recentemente. O MySpace é muito legal apesar de as melhores músicas da banda não estarem lá. www.myspace.com/sitiobrasov.

CARTOLAS
A banda gaúcha mostra um rock moderno. Antenadas nas novas tendências, as músicas mostram vigor, guitarras marcantes e uma boa voz do vocalista Luciano Preza.  A qualidade do quinteto os levou à conquista do prêmio  Claro Q É Rock em 2005. O MySpace apresenta boas músicas consideradas hits como Cara de Vilão apesar de algumas muito boas estejam de fora. www.myspace.com/cartolas

THE FEITOS
O power-trio faz um rock sem compromisso  contando as decepções amorosas com muito bom humor. Infelizmente, não se levam tão à sério fazendo com que as suas apresentações possam ser muito boas ou muito ruins. A banda divulga o CD Na cabeça da chorona (2007) no Brasil inteiro e escolheram algumas boas músicas para o MySpace. Destaque para Agora Eu Perdi O Amor Pelos Meus Dentes. www.myspace.com/thefeitos

Uma mensagem de poucas linhas no blog do MySpace do Blink-182 confirma aquilo que todos aguardávamos:

Blink-182 verão 2009

Oi. Somos o Blink-182. Nesta semana que passou foram feitas muitas perguntas sobre o status da banda e quisemos que vocês ouvissem isso direto de nós. Pra resumir, estamos de volta. Queremos dizer, realmente voltamos.  Do ponto onde paramos e seguindo adiante. Em estúdio, compondo e gravando um novo álbum. E ainda preparando uma turnê mundial novamente. Amizades refeitas. 17 anos mergulhados na nossa história.

Verão 2009.
Obrigado e prepare-se…

Então, é isso. Tomara que eles façam os shows que foram cancelados quando a banda acabou – entre eles um aqui no Rio.

gnr

Ok, não consegui ficar nem cinco minutos sem ouvir música. Fracasso total do protesto por minha parte, mas foi por um bom motivo: o Guns n’Roses acaba de disponibilizar pra audição gratuita o disco mais (mal)falado dos últimos anos. Chinese Democracy está inteiro no MySpace do bandão de Axl Rose, que provou que, apesar de tudo, ainda é um bandão.

As redes sociais, torrents e P2P já estão cheios de links para o disco inteiro. Posso adiantar – para os poucos que ainda não ouviram – que Better continua sendo, de fato, a melhor música do álbum. A faixa de abertura, que empresta nome ao disco, também traz aquela energia dos melhores anos do Guns. Mesmo depois de tanto tempo desde o último álbum, o duplo Use Your Illusion (1991) [The Spaghetti Incident? (1993) era um disco de covers, então, não conta; mesmo porque depois ainda teve a compilação de shows Live Era e compilações papa-níqueis, do tipo greatest hits], a impressão que dá é que valeu a pena esperar.

Os antigos GnR – Slash, Duff e Matt – talvez não conseguissem fazer igual. É que dificilmente músicos tão experientes e consagrados aguentariam esperar empolgados durante 17 anos pelo lançamento de um álbum de inéditas, atualizando as músicas e tal. Vale lembrar que Chinese Democracy estava prometido há 14 anos e, de acordo com números jamais confirmados – ou negados – pela indústria fonográfica, devido a mudanças na formação do GnR, regravações e tal, o petardo ficava US$ 1 milhão mais caro a cada ano que passava. Ou seja, hoje é o “disco de 14 milhões de dólares”. Será?

chinesedemocracycoverAlgumas músicas que vazaram desde 2006 em versões que o GnR (leia-se Axl) jurava que não eram definitivas, praticamente continuam as mesmas. Better, que ano passado ficou semanas no topo da parada americana (um fenômeno digno da era digital, em que se perde o controle: uma canção “vazada” fazer tanto sucesso), provavelmente deu força ao Guns, na batalha que a banda travou com a gravadora Universal para o lançamento deste disco que muitos acreditaram que jamais sairia de dentro da gaveta. Outras que não mudaram (quase) nada foram There Was a Time, I.R.S. e a épica(?) Madagascar. Já Street of Dreams (também conhecida como The Blues) e This I Love, mudaram sensivelmente; para melhor. Sorry, a faixa gravada com o Sebastian Bach (com quem, ao que tudo indica, Axl tem um “bromance”), nos leva de volta ao hair metal dos anos 80 – uma palavra: medo.

O disco, em si, é muito bom e, se a gravadora souber fazer as coisas direito, será um grande sucesso fonográfico. Liberar Chinese Democracy inteiro para audição no MySpace é uma boa estratégia, uma vez que há dois anos as músicas circulam pela internet. A questão agora é descobrir um jeito de fazer os fãs pagarem por isso – o que eu não acho difícil. O problema é como fazer isso.

Bom, mas isso é problema da Universal, que já tinha o álbum pronto desde 2001, 2002 e esperou a internet se desenvolver, a banda larga se popularizar, aparecerem Pirate Bays, Rapid Shares e outros tantos modos de trocas de arquivo para além do Napster, que deixaram a gravadora numa situação de risco. Já a banda é quem mais ganha com isso tudo. E, claro, é quem merece ganhar, mesmo.

E tomara que eles cumpram o prometido no dia 14 de janeiro de 2001, no Rock in Rio 3, e voltem ao Brasil para uma turnê de lançamento do Chinese Democracy. Long live Guns n’Roses!

LISTA DE FAIXAS DE CHINESE DEMOCRACY

1. Chinese Democracy
2. Shackler’s Revenge
3. Better
4. Street Of Dreams (conhecida como The Blues)
5. If The World
6. There Was A Time
7. Catcher In The Rye
8. Scraped
9. Rhiad N’ The Bedouins
10. Sorry (part. especial Sebastian Bach)
11. I.R.S.
12. Madagascar
13. This I Love
14. Prostitute

E aí? Curte ficar descobrindo bandas novas no MySpace? A gente, por aqui, se amarra.

Então, seguem dicas de boas bandas gringas novas que estão rolando por lá (depois fazemos uma lista das brazucas, tá?):

The Days num momento “pintou sujeira!”

The Days: pop / rock / alternativa, do Reino Unido
Pop rock indie muito, muito legal. Lembra Libertines, mas não soa como uma cópia.

Cold Hands: parece nu-metal emo. Mas não é

Cold Hands: indie / rock / new wave, do Tennessee, EUA
Passeia entre estilos e adere à onda new rave, com músicas ideais para festas. Já pra pista!

Anton Mink: blasé cool

Anton Mink: rock / indie / alternativa, de Kentucky, EUA
O vocal, feminino, lembra a Karen O., do Yeah Yeah Yeahs, e o jeitão dance pop metidão soa como brit pop. É a evolução do Cansei de Ser Sexy. Sacou?

Skank Sinatra: electro / house / big beat, do Reino Unido
Já vale pelo trocaralho do cadilho. É o batidão do Sinatra. Som eletrônico, que em alguns momentos resvala no rock. Voltemos à pista!

Zoot Woman: não é o Echo & The Bunnymen disfarçado

Zoot Woman: alternativa / pop / eletrônica, de Londres, RU
Infelizemente não está no MySpace a ótima versão que eles fizeram para “Das Model / The Model”, do Kraftwerk, mas tá valendo. Já sacou a onda, né? Som novo com ótimas influências de Kraftwerk, Joy Division, Soft Cell, Depeche Mode… Já gostei!

Tinha mais duas indicações, mas vou deixar pra outro dia, só pra poder atualizar mais aqui. Mesmo porque estes links aí já são suficientes para te divertir durante este fim de semana.

Aproveite o rock. E aproveite também pra ir tomar um solzinho e ativar sua vitamina D, pra não ficar velho logo. Eu tô indo.

Valeu!

A banda carioca Rockz está de volta. Pela primeira vez sem Diogo Brandão, vocalista que deixou o grupo em fevereiro para se dedicar ao teatro (está em cartaz com o espetáculo “Otelo”) e a sua outra banda, Benflos, o Rockz tocou na noite desta sexta-feira na Sala Paratodos, em Niterói.

Formação atual do Rockz: Gabriel, Nobru, Pedro e Daniel.

Com os vocais de Gabriel Muzak, que já era guitarrista da banda, o Rockz reaparece, agora, com um estilo que se diferencia bastante daquele que manteve durante dois anos, desde o início do grupo até fevereiro deste ano. A naturalidade das atitudes de Gabriel, que em certa medida lembra Tom Zé, contrasta com o requinte performático do ator/poeta/músico Diogo Brandão. Não dá para dizer que um é melhor que o outro. Fato é que as letras, a voz, a postura e até mesmo a timidez de Diogo causaram grande empatia com os fãs. Seria muito fácil Gabriel seguir o mesmo estilo e correr o risco de se tornar uma vergonhosa caricatura do vocalista anterior. Gabriel faz graça com o fato de errar e até mesmo esquecer alguns trechos de letras e o público não se incomoda: acha graça, aplaude e solta gritinhos.

O Rockz pode ser uma banda nova, mas os integrantes já têm alguns anos de estrada. O baterista Pedro Garcia, filho do bluesman Bebeco Garcia, tocou no Planet Hemp e no Seletores de Freqüência. Os guitarristas Nobru Pederneiras e Gabriel Muzak também tocaram no Seletores, sendo que este passou pela primeira banda de BNegão, Funk Fuckers. Já o baixista Daniel Martins, que faz parte do Benflos, além de tocar na banda de Lobão, da qual Pedro Garcia também faz parte.

(Todos os links direcionam para os perfis dos artistas no MySpace)