Posts com Tag ‘Lily Allen’

Os artistas continuam se manifestando sobre a morte de Michael Jackson:

M.I.A.: “MiCHAEL JACKSON. As primeiras palavras que eu falei. O futuro vai ser um saco!”.
Lily Allen: “Michael Jackson está morto? Nem fudendo!”.
Pete Wentz: “Nunca senti isso em minha vida. Se é verdade, que descanse em paz. A última lenda.”
Mark Hoppus (Blink 182): “Primeiro álbum que eu comprei foi Thriller. Com o dinheiro do meu aniversário. No cassete. Para o meu walkman novinho em folha. Verdade. Descanse em paz”.

Veja mais declarações aqui.

Sabe que os gringos são capazes de fazer qualquer coisa – e quando eu digo QUALQUER COISA é qualquer coisa mesmo! – pra ajudar entidades beneficentes. Pois bem. Ontem à noite, o produtor Mark Ronson fazia um DJ set em prol de uma instituição que cuida de crianças com câncer, tocando músicas da sua grande amiga Lily Allen, Strokes, Jay-Z, Sly And The Family Stone e tal, quando de repente…

bethdittoSim, senhores! Quando a cantora Beth Ditto, vocalista do Gossip, subiu ao palco, se agarrou num ferro e fez um número de pole dance (não sabe o que é? Clique aqui). Repetindo: toda esta exuberância da foto aí em cima fez um número de pole dance em prol das crianças com câncer. Imagina…

Aqui no Brasil não tem isso; os gordos e feios são oprimidos. A gente, que não é gordo, nem feio, mas é solidário, lamenta de verdade!

ATUALIZAÇÃO:
Só pra não perder o gancho: dica de leitura no G1.

Só se fala nisso. É capa de revista (várias), é matéria no jornal, é reportagem na TV. O Obama tem, a Lily Allen tem, o Tas tem, o Glauber Rocha tem, o Victor Fasano tem, até o Criador tem! E você deve ter também! Se tiver, adiciona nóis aê!!!

http://twitter.com/lixeiradopop

Não é nenhuma novidade, mas parece que a coisa tá pegando por aí de uns tempos pra cá. O Twitter do Lixeira está na ativa, mas estamos prontos pra dar um gás e levar o melhor do lixo pop na mídia de sua preferência. Por que nós continuamos aqui, e nããããão se esqueça disso </Pepe Legal>.

Vamos atualizar até aparecer a Fail Whale!

 

A direção da EMI mandou dizer que está fula da vida com a disseminação de uma apresentação da cantora Lily Allen fazendo cover do single Womanizer, da Britney Spears. Ela executou a música no programa de rádio do produtor Mark Ronson. É óbvio que os fãs copiaram a apresentação e distribuíram nas redes sociais. Muito mole achar este áudio em boa qualidade. Está na capa do canal do selo Parlophone (mesmo selo do Coldplay, Gorillaz e Radiohead) no Youtube (veja logo, porque a EMI tá tirando todos os vídeos do ar),  por exemplo:

Lily Allen fez este cover no último sábado, dia 13, e disse que foi assim: o Mark Ronson pediu alguma coisa que nunca tivesse tocado no programa dele e a cantora tinha a faixa no celular. Aí, pediu que o produtor comentasse e tal, mas não ripasse a música. Mark Ronson mandou ver e só restou à Lily Allen agradecê-lo por metê-la nessa confusão com a própria gravadora.

A cantora jura que só fez o cover porque realmente ama a Britney e as músicas dela. Fofa, não?

Bom, pra quem esqueceu – ou nem ficou sabendo – a Lily Allen e o Mark Ronson já foram parceiros num outro projeto: o disco Version. Nele, o produtor selecionou algumas canções para dar uma outra cara. Valerie, do Zutons, que a Amy Winehouse já tocava por aí, ganhou uma nova mixagem. Toxic, da Britney Spears (olha a Britta aí de novo!), Apply Some Pressure, do Maxïmo Park, e The Only One I Know, dos Charlatans UK, são apenas algumas das faixas que foram relidas para este disco. Outra, que acabou ganhando um clipe sensacional, com direito a participação dos pais da obra e tudo, foi Oh, My God, sonzasso do Kaiser Chiefs, que no disco do Mark Ronson foi interpretado pela Lily Allen. O clipe ficou assim: