Posts com Tag ‘iggor’

sepultura_estudio

Por MAURÍCIO RAMOS

O Sepultura mostra que o bom trash metal nunca morre. Ao contrário, apresenta um álbum que deixa bem claro: está em boa forma. E cada vez mais antenado. Isso porque além de continuar com a mesma pegada que a consagrou, a banda mineira também participou das homenagens à Bossa Nova. Bom para todo mundo: para um novo público, que teve uma visão menos preconceituosa, e para a mídia, que vem aprendendo a dar o valor merecido à banda e ao próprio Sepultura. Tentando se desfazer das sombras dos Cavalera, Derrick Green mostra que tem carisma ao cantar em português no comercial de carro e no Grammy Latino e Jean Dolabella honra o sobrenome e mostra que é bom de porrada e espanca a bateria provando que Iggor Cavalera faz falta, mas não é insubstituível.

A-Lex (“Sem Lei”, em latim) é a prova viva da fase que vive o Sepultura. Inspirado no livro Laranja Mecânica, a banda mistura seu tradicional trash metal com violões e piano além da nova estratégia de adotar um repertório estruturado com poucos refrões. As músicas surgiram de improvisações em estúdios e talvez por isso haja um excesso de temas instrumentais (A- Lex I, II, III e IV além de Ludwig Van) que não passam perto do clássico Kaiowas.

O álbum pode ser considerado um dos melhores da nova fase da banda (leia-se sem Max Cavalera) e pode mostrar ao Brasil e ao mundo que We’ve Lost You e The Experiment são dois petardos com selo de qualidade Sepultura.

Notas dos GARIS
1. O disco foi apresentado aos jornalistas em agosto e será lançado somente no dia 26 de janeiro, mas já vazou na internet.
2. Na próxima segunda-feira, dia 15, o Sepultura vai gravar em São Paulo o clipe da faixa We’ve Lost You. Os 30 primeiros fãs que mandarem e-mail para clipe@sepultura.com.br, com nome e telefone, poderão participar da filmagem, que vai rolar das 15h às 21h na Av. Eng Luis Carlos Berrini. É óbvio que, se você não estiver em São Paulo na segunda-feira, não vai se inscrever, né?