Posts com Tag ‘Folha’

porao vh3

A colunista Mônica Bergamo publica na Folha de S. Paulo de hoje aseguinte informação:

O vocalista da banda Capital Inicial, Dinho Ouro Preto, teve que cancelar dois shows neste fim de semana, em Natal e Sorocaba, após ser diagnosticado com a gripe suína. (…) Após sentir os sintomas e fazer os exames, Dinho foi diagnosticado com o vírus H1N1 na última quinta-feira. (…) Ogrupo não decidiu se irá suspender os shows do próximo fim de semana.

A gente torce para que o cara se recupere logo e que domingo mande benzão no Porão do Rock. Ou alguém aí acha que, mesmo não estando oficialmente escalado, o pessoal do Capital Inicial vai perder essa?

Eis a lista de bandas, pela ordem de apresentação:

SÁBADO, 19 DE SETEMBRO

Palco Principal (a partir das 16h)
Super Stereo Surf (DF)
El Mato a un Policia Motorizado (Argentina)
Orgânica (SP)
Cachorro Grande (RS)
Ludov (SP)
Elffus (DF)
Black Drawing Chalks (GO)
Eagles of Death Metal (EUA)
Mugo (GO)
Mindflow (SP)
Angra (SP)
Dynahead (DF)
Sepultura (MG)

Palco Pílulas (a partir das 18h30)
Scania (DF)
Di Boresti (DF)
Rocan (DF)
O Melda (MG)
Belle (RS)
Superquadra (DF)
Watson (DF)
The Pro (DF)

DOMINGO, 20 DE SETEMBRO

Palco Principal (a partir das 16h)
Cabeloduro
Fallen Angel / Dungeon
Detrito Federal
Paralamas do Sucesso
Plebe Rude
Escola de Escândalo
M. Roots
Little Quail & the Mad Birds
Raimundos
Rafael Cury & the Booze Bros.
Móveis Coloniais de Acaju

Palco Pílulas (a partir das 18h30)
Cassino Supernova
Na Lata
Soatá
Trampa
Kanela Seka
Bootlegs
Blazing Dog

Tuíte conosco: http://wp.me/pdGj4-CS

Desta vez, furamos a Folha!

“Q” de que? – LIXEIRA DO POP, 29/7, às 8h04min

“Jornal da Globo” mostra operário no chão do estúdio; veja vídeo – Folha Online, 29/7, às 16h27min

Certa vez entrevistei a jornalista Cristiana Mesquita e ela me disse que, durante o tempo que cobria Venezuela para a CNN, era odiada pelo governo Chavez e também pela oposição. Isto lhe dava a certeza de que estava fazendo um bom trabalho. Sem dizer com estas palavras, pra ela, o bom trabalho jornalístico é aquele que incomoda, inquieta.

Pois bem: o pessoal do CQC registrou esta semana dois preocupantes casos de violência. O mais recente, ocorrido na noite desta quarta, dia 1º, não tem a ver com esta historinha que eu contei, mas é inaceitável. O repórter Felipe Andreolli estava cobrindo a final da Copa do Brasil, entre Internacional e Corinthians, quando foi agredido pela torcida do Colorado.

O caso mais grave também ocorreu na quarta, mas durante o dia. O repórter Danilo Gentilli foi agredido, empurrado no chão e ainda foi acusado de ter armado tudo. O problema é que as agressões (registradas pela equipe de TV) partiram dos seguranças do presidente do Senado, José Sarney, que está afundado em uma crise sem precedentes, depois de ter escondido patrimônio da Justiça Eleitoral e ter empregado ao menos uma dezena de familiares no Legislativo através dos chamados “atos secretos”. Até o mordomo da filha se deu bem nessa.

Curioso o pessoal do Sarney fazer isso mesmo após a Folha informar que o programa sofrera censura, exatamente favorável aos políticos. Ou seja, se a censura (desmentida pela Band) realmente existir, pode-se dizer que foi um “tiro no pé”.

Ao menos sabemos que o CQC incomoda. Incomoda os políticos, incomoda até a própria emissora. Bom trabalho, pessoal!

Tutty.ilustra1_02O Tutty Vasques é um dos nossos herois no colunismo de humor no jornalismo. Escreve para o Esatadão. Também lemos Zé Simão, na Folha, e Agamenon (aka Casseta&Planeta) n’O Globo. Mas o assunto aqui é a coluna do Tutty, que faz observações nem tão engraçadas, mas um tanto quanto perspicazes sobre futebol. Por exemplo, hoje:

Aí onde você mora alguém foi pra janela gritar “é campeão!”?

É uma das características mais marcantes da era Dunga: os jogadores comemoram mais que a torcida!

O próprio Galvão Bueno já não vibra como antigamente.

Mas o que o GARI aqui curtiu mesmo foi a de ontem:

Uma dúvida cruel tem tirado o sono de Lula: Joel Santana é uma pessoa comum? Desde que criou o conceito de improviso para incluir José Sarney fora dessa, o presidente anda bastante confuso a respeito. Que diabos, afinal, é uma pessoa comum? (…)

O atual treinador da Seleção da África do Sul está virando uma espécie de Lula do futebol: diz as maiores maluquices, agora em dois idiomas, e todo mundo acha o maior barato. Joel Natalino Santana, assim como o presidente da República, tem esse poder de fazer soar genial o que dito pelo Dunga ou pelo Hugo Chávez pareceria pura estupidez. “Eu não tenho currículo, tenho testamento” – ooooohhhh! “Meu time não olha para trás, só olha para frente” – uau! “Decidi privatizar a disciplina” – cacilda! “Bufana Bufana play match very good!” – é mole?!

Trata-se de um raro espécime de brasileiro básico bem sucedido. (…)

Texto completo aqui. E deixo você com o Funk do Joel. Libeeerta, deejay!

Lá lá lá… A gente antecipou:

Uma fonte revela que já estão bolando um filme com um sósia de Ronaldo. (LIXEIRA DO POP – 30 de abril) [clique aqui para ler nosso post completo]

E ontem, seis dias depois, saiu na Folha Online.


Direto do Adnews:

Artistas e técnicos da TV Globo se sentiram frustrados na semana passada. Descobriram que a queda da audiência na estréia da programação 2008 aconteceu por falha do Ibope. Atrações como “A Grande Família”, “Toma Lá Dá Cá”, e “Casseta & Planeta”, perderam até três pontos na medição geral. Neste último caso, se computados os números errados, seria a pior reestréia dos “Cassetas” na emissora. O Ibope reconheceu a falha e emitiu nota de desculpas. A informação foi divulgada hoje pelo colunista do jornal Folha de S.Paulo, Daniel Castro.

Segundo o comunidado, o Instituto detectou que havia um domicílio de Santo André (Grande São Paulo), assinante da Net ABC/Vivax, que estava sintonizando um canal descadastrado no que chamam de “tabela de alinhamento”. Após verificação, descobriu-se que tal emissora é o Canal Universitário, canal 18 no ABC. Porém, a tentativa de consertar o erro não deu certo. Ao invés de o alinhamento ter sido feito com a Net ABC, o reparo foi realizado na Net São Paulo, onde o canal 18 é o da Globo. Logo, a audiência da Globo cravada na Net São Paulo, no período entre 1º e 3 de abril, foi atribuída ao Canal Universitário.

Ou seja… Cerveja! O Canal Universitário de Sampa ficou aí três dias com uma audiência média de três pontos, o que o coloca à frente da MTV, da Rede TV! e da TV Cultura. Se bobear, ficou à frente até do SBT também, que não anda bem das pernas.

Devo acreditar que devem ter sido os três dias mais felizes da história do Canal Universitário paulistano, já que a audiência deste tipo de emissora costuma ser traço-traço. Deve ter alguém com síndrome de Robin Hood no Ibope. Bom, mas vamos ver o que – de acordo com a grade do Canal Universitário – roubou a audiência da Vênus Platinada: na terça, enquanto a Globo transmitia Casseta e Planeta e Toma Lá Dá Cá, o Canal Universitário passava as imperdíveis atrações Debate Aberto e Repórter São Marcos, ambos produzidos pela Universidade São Marcos; na quarta a Globo mandava pro ar o futebol e o Canal Universitário transmitia Antenados e Coletiva, da Universidade São Judas, e Recorte, do Mackenzie; já na quinta-feira, último dia da alegria, A Grande Família reestreava na Globo, enquanto o Canal Universitário passava uma atração que não aparece no site deles. Alguém sabe qual seria?

Em tempo: a bisparada deve ter adorado isso tudo.