Posts com Tag ‘carnaval’

Saca a vibração do público (o moleque griiita):

Foi o top DJ David Guetta na Rio Music Conference do ano passado, tocando dois hits do verão 2008/2009. Esse ano tem mais. Pra quem não curte o combinado samba-pagode-axé-funk e variações no Carnaval e, ainda assim, vai passar o feriado no Rio de Janeiro, essa é A boa!

Ah, é melhor correr, porque o segundo lote (mulheres: R$ 100 / homens: R$ 140) está acabando. #ficadica

Tuíte-nos: http://wp.me/pdGj4-FC

Anúncios

…mas hoje faz dois anos da despedida oficial do Los Hermanos. De lá pra cá,  eles reapareceram no Just a Fest, abrindo o show do Radiohead. E mais o quê? Uma carreira solo do Camelo? Little Joy com o Amarante buscando uma carreira internacional? Não! Pra mim, não foi uma boa ideia.

Conheci a banda ouvindo Anna Júlia como quase qualquer brasileiro. Num amigo oculto, um amigo meu ganhou o primeiro CD deles. A capa com um “bate-bola” (personagem clássico de Carnaval)  me chamou atenção. Musicalmente falando, só fui conhecer mesmo no Bloco do Eu Sozinho (Abril Music, 2001) anos depois. E a partir daí foi só alegria. Pra mim, é o melhor disco deles. O que provou que dá pra fazer música de qualidade, pop mas sem ser igual a todo mundo. Me reencontrei com o primeiro álbum e vi que era excelente também. Pronto, nasceu, pra mim, uma das minhas bandas preferidas.

O estilo alternativo que cultivou vários fãs (e inimigos também, claro) faz falta nas bandas de hoje em dia.  Muitos grupos bons surgiram mas nenhum que pareça ocupar a lacuna deixada pelos barbudos. Carnaval, circo, romantismo, poesia e pop. Tudo junto em uma banda só.  Na minha opinião, uma bela mistura. Dizem que é deprê . Sinceramente , eles têm música pra todos os gostos. Pierrot, por exemplo,  é deprê?  Acho que não.

O show que marcou a despedida oficial foi uma prova de que os fãs são leais à banda. Fizeram da Fundição Progresso (Lapa, Rio de Janeiro) um cenário perfeito para a devoção. Não é nada do tipo “a religião Los Hermanos” como rolava com a Legião Urbana. Quem nunca cantou Anna Júlia alto e sem vergonha disso?  Quem nunca defendeu com unhas e dentes os Hermanos quando falavam mal? Então, essas pessoas cantaram todas as letras, enfeitaram o show e fizeram das noites de despedida, shows inesquecíveis. O DVD ta aí pra mostrar isso.

Se você sempre quis conhecer Los Hermanos, mas tinha vergonha, agora já pode. A banda acabou (será?) e é cult gostar de coisas em extinção. Agora se você é fã mesmo, infelizmente, parece que o fim é real mas nos resta ainda a esperança, os CDs, os DVDs, mp3, YouTube…

A seguir, uma playlist de fã, com os principais singles de cada disco e muitas versões ao vivo, alternativas, em animação…

capa_lhLos Hermanos (1999)
Anna Júlia
Quem Sabe?
Pierrot
Azedume
Primavera

capa_blocoBloco do Eu Sozinho (2001)
Todo Carnaval Tem Seu Fim
A Flor
Retrato Pra Iaiá
Casa Pré-Fabricada
Sentimental
Fingi na Hora Rir

capa_ventura2Ventura (2003)
Samba a Dois
O Vencedor
O Último Romance
Cara Estranho
Além do Que Se Vê

capa_44 (2005)
Paquetá
Morena
O Vento
Condicional

.

Ok, não que ele seja flor que se cheire, mas é que o Dado Dolabella nunca havia nos suscitado muitos sentimentos além da indiferença. Até que ele foi preso por debochar uma determinação meio louca da Justiça – e não por descumpri-la. Eis a foto do fanfarrão zoando (linguinha+trena):

dadodolabella1

Batou isso! Já o admiramos, porque ele não traiu o movimento dos zoadores de plantão.

O melhor é que ele entrou e saiu da cadeia de cara boa, sem agredir ninguém, nem resistir à prisão. Zoado Dolabella, nosso novo ídolo. Ok, nem tanto.

Dizem que c* de bêbado não tem dono mas alguns fazem questão de demonstrar quem é o proprietário do seu… errr… buraco. Nesse Carnaval o mole da vez foi dado pelo ex-jogador do São Paulo e da seleção Raí. O galã bobeu e demonstrou que não passou o carnaval em branco. Ele veio ao rio e pintou o sete de verde e rosa ao declarar o seu amor e deixar bem claro que é sãopaulino “desde criancinha”.

Ééé, Raí… Como dizem no vídeo : “bambiou , dançou”.

Eu não curto Carnaval. Falo logo! Tava ontem lá no Rio Music Conference (ainda hoje o que rolou nestes dois dias e posto fotos do segundo dia), trabalhando ao som de música eletrônica – durante quase todas as mais de 20 horas de trabalho, basicamente só tocaram variações de house music.

Pode não ser a coisa mais criativa do mundo 18 sets (alguns solos, alguns em trios e a maioria em duplas) de house music, mas juro que é melhor do que ouvir ritmos carnavalescos. Pra mim, tá?

Mesmo porque, vem trio elétrico, vai trio elétrico, e também é tudo a mesma coisa.

Tem gringo no Carnaval. Mas não é no samba

Berlin Loop: tem gringo no Carnaval. Mas não é no samba

Bom, o lance é que começa oficialmente hoje, em mais de 40 cidades pelo país, o festival Grito Rock. Trata-se do maior festival simultâneo de rock da América do Sul. Não tenho informações para afirmar com certeza, mas provavelmente é o maior festival simultâneo independente do mundo. Procure no site oficial, que deve rolar um aí na sua cidade.

Aqui no Rio, o Grito Rock vai de hoje até domingo e, logo na estréia, apresenta a banda alemã Berlin Loop no line up. Legal também é que vão rolar sets de DJs que movimentam a cena underground e, além de discotecar, ajudam uma cacetada de bandas independentes: Pax e Muniz hoje, Renato “Jukebox” Lima amanhã e Terror no domingo.

Por aqui, a equipe continua a mesma desde a estréia, em 2007: os entusiastas do rock independente Jô Rocha e Pedro de Luna e o também intusiasta, músico e (ótimo) técnico de som Flávio Petit.

Carnaval está aí. Já é possível ouvir algumas batucadas distantes e sentir o cheiro de lança-perfume no ar…  Comentamos inclusive por aqui, sobre o Imprensa que eu Gamo – bloco carnavalesco dos coleguinhas jornalistas. Esta é apenas uma das opções para a galera que se amarra em curtir o carnaval de rua do Rio de Janeiro.
Porém, existem pessoas que não suportam samba, marchinhas, espuma na cabeça, e toda aquela alegria característica do feriado mais popular do Brasil. Alguns se escondem em cidades pequenas do interior, tentando fugir da festa do Momo, outros, mais quebrados de grana, se escondem eu seus quartos mesmo, esperando a poeira baixar.

Só que de uns anos pra cá, foram criados alguns eventos alternativos ao carnaval tradicional como o Psycho Carnival e o Festival Grito Rock.

Já conceituado na região sul do país, o Psycho Carnival,  festival de psychobilly, que acontece entre os dias 21 e 23 de fevereiro, em Curitiba, acaba de anunciar suas atrações.

Além das bandas da cena nacional, o festival traz ao país nomes estrangeiros do estilo como Klingonz (Inglaterra), Cenobites (Holanda), Frantic Flintstones (Inglaterra / Brasil), Wrecking Dead (Dinamarca / EUA), Los Primitivos (Argentina), Chibuku (Alemanha) e Salidos de la Cripta (Colômbia).

Os shows propriamente ditos serão realizados no Clube Operário e nas Ruínas de São Francisco, entre os dias 21 e 23.

Entre outras curiosidades, o evento programou uma “Zombie Walk” no Cemitério Municipal da cidade e uma oficina com aulas de baixo, bateria e guitarra.  As inscrições podem ser feitas através do site www.psychocarnival.com.br.

Já o Grito Rock é um festival bem mais amplo. O evento é realizado, simultaneamente, em cerca de 40 cidades da América do Sul, entre 8 de fevereiro e 7 de março. Neste período, as tradicionais marchinhas carnavalescas dão mais uma vez lugar aos riffs das guitarras do Oiapoque ao Chuí do Brasil, além da América do Sul.

Estandarte

Estandarte

Eu não curto Carnaval. Mas recebi por e-mail email (reforma ortográfica!) do Rafa Maia e compartilho com vocês o samba do bloco Imprensa Que Eu Gamo. Trata-se de um famoso bloco carnavalesco aqui do Rio, formado por profissionais da imprensa – daí o trocadilho.

Como jornalista trabalha nos dias de folia, o jeito foi botar o bloco na rua antes. Então, a quem interessar possa, o Imprensa Que Eu Gamo sai neste sábado, dia 7, em Laranjeiras. A concentração é ao meio-dia, no Mercadinho São José e a saída, às 14h.

Eis o samba:

No Carnaval do Imprensa, quem dá ordem é o Rei Momo
(Barack Obama, Osama Bin Laden, Elton John, Madonna, Jesus, Cícero do Capela e mendigos da Cinelândia)

O Imprensa vem lançar a utopia
Manchetes para este Carnaval
Que bom se não fosse fantasia
Rei Momo editor do meu jornal

Obama toma um porre com Osama
E seu Fidel saiu chamando o Raul
Nós vamos mandar “paz” pra Bagdá
A Zona Norte abraçou a Zona Sul

Que papo é esse? Cada um no seu quadrado?
No Mercadinho, “tamu junto e misturado”
Que maravilha, pode aplaudir
Ô abre alas, nosso bloco vem aí

A chuva cai, mas não inunda
Nada de crise, cerveja abunda
Até o Lula é meu leitor
Não tem mais choque e meu Rio é só amor

Imprensa que eu Gamo, e como!
Em Laranjeiras quem dá ordem é o Rei Momo
Sarney de novo, mas que mancada
Lá em Brasília tá faltando sapatada

Enquanto a coluna do Daniel Castro na Folha de S.Paulo hoje afirma que:

A cerimônia do Oscar 2009 não deverá ser exibida pela Globo no dia 22 de fevereiro, pois a data coincide com o domingo de Carnaval.

(…)Segundo o colunista Daniel Castro, a emissora irá decidir o destino da transmissão do Oscar na próxima terça-feira (27).

No entanto, há grandes chances do Oscar ser sacrificado.

Os ganhadores do prêmio devem ser anunciados ao longo do desfile das escolas de samba.

Eu duvido (DUVIDO!) que a TV Globo troque a grande audiência certa do desfile das escolas de samba do Rio pelo risco de transmitir o Oscar para cinco pessoas (entre elas os dois Garis que curtem o disco Pop) que preferem fazer qualquer coisa a cair na folia.

Podiam, ao menos, liberar pro SBT transmitir. Porque, certeza: enquanto o samba estiver rolando na Globo, Bandeirantes, Manchete Rede TV!, TVE TV Brasil e na Record, o SBT passará normalmente o filme de 8 e Meia no Cinema (como sempre, a partir das 22h30 e cheio de intervalos) e os Teleseriados, praticamente sem break comercial.

É nessas horas que o Silvio se redime e prova que o SBT também pode ser MARA!

Ah, não custa lembrar que o TNT, na TV paga, transmite o Oscar.

Como a Dança da Galinha Preta foi lançada em 2008, concorre apenas na categoria Webhit do Verão. Eis a seguir o primeiro forte candidato a Webhit do Ano: Cadê Xoxó, pelo pessoal do Kibeloco:

“Arrepiô? É nóis no Carnaval, meu amigo”

Antes da nossa lista, uma sensacional, elaborada pelo blog Gravatai Merengue, lista as 10 piores “unanimidades” da música nacional, enviada pelo parceirão Rodrigo Fróes. Apoiamos!

1 – “Cabeça Dinossauro”
2 – Lobão
3 – Los Hermanos
4 – Roberto Carlos “das antigas”
5 – Marchinas velhas de Carnaval
6 – Arnaldo Baptista
7 – Independentes
8 – Rock Nacional 80’s
9 – Tim Maia Racional
10 – “Acabou Chorare”

Clique aqui pra ver o post, com as devidas justificativas.