Posts com Tag ‘Boy George’

Foi, mal, pessoal, mas ficamos uns dias sumidos. Vamos voltar aos poucos, ok? Mas foi bem irresistível essa aqui. Vamos traduzir, direto do NME.com, porque nem precisa comentar, fazer piadinha, essas coisas. Vejam:

BOY GEORGE ESCREVE CANÇÃO SOBRE AMY WINEHOUSE

Cantor do Culture Club escreveu a música na prisão

Boy George revelou que está escrevendo uma canção sobre Amy Winehouse.

O líder do Culture Club compôs a música durante sua recente cana por bater e manter em cárcere privado um michê rapazinho na sua alcova no seu flat em Londres.

A música, intitulada Your Pain Makes a Beautiful Sound (algo tipo Sua Dor Tem um Som Bonito), traz versos como: “You’re a genius, you’re a car crash/ It’s hard to say what you do best” (Você é genial, você quebra a p*rra toda/ Difícil dizer o que você faz melhor).

A dupla já se encontrou uma vez, no ensaio para o Apocalipse nos bastidores da casa noturna Koko, em Londres, onde eles falaram sobre uma de suas músicas favoritas em comum, He Hit Me (And It Felt Like A Kiss), produzida por Phil Spector, composta por Carole King e Gerry Goffin e interpretada pelo Crystals.

“Escrevi coisa pra cacete, que serão lançadas no ano que vem”, Boy George disse ao jornal The Times sobre sua estada no xadrez na prisão HMP Edmunds Hill, in Suffolk. “Escrevi um diário e músicas”.

Então, bora dar um confere, primeiro na versão que eles curtem, de 1962, e na sequência, numa versão mais recente, feita pela rapaziada do Grizzly Bear, ao vivo, em Toronto (Canadá), dois anos atrás:

Tuíte-nos: http://wp.me/pdGj4-Ed

Nem tinha muito o que inventar no título. O lance é que na madrugada de sexta (15) para sábado (16), três quartos do Libertines — os vocalistas/guitarristas Pete(r) Doherty e Carl Barat, além do batera Gary Powell — se juntaram para uma pequena apresentação no Rhythm Factory, em Londres. Foi um tributo a Johnny Sedassy, agente do Libertines, Babyshambles e da carreira solo de Pete Doherty, dono da casa de shows, que morreu de câncer no último dia 16 de março.

Antes do Libertines, o Babyshambles subiu ao palco e mandou I Wish, Killamangiro, Delivery, UnStookietitled, Back From The Dead, Baddie’s Boogie e Albion. Aí, plateia gritando, aquela coisa… O pessoal do Babyshambles saiu de fininho (só ficou o baixista Drew McConnell) e, de repente… What a Waster soou nos amplis, Carl Barat e Pete Doherty dividiram o microfone e só então os fãs acreditaram: o Libertines estava ali, fazendo um show histórico e, pelo menos até agora, único.

Depois rolaram Up The Bracket, What Katy Did e Can’t Stand Me Now:



E, pra fechar o setlist, Time For Heroes e Death On The Stairs:


Foi isso. Infelizmente os vídeos não estão completos, mas dá pra curtir.

Depois que eles saíram, parte do Babyshambles ainda voltou e encerrou com Pipedown e Fuck Forever. Existem, é claro, muitos boatos sobre a reunião definitiva do Libertines, que não tocava junto desde 2004, mas parece que os caras não estão muito a fim, não. O site Future London Underground conta que alguém teria oferecido ao Libertines 1 milhão de libras (cerca de R$ 3.180.000) para eles fazerem uma turnê, mas os caras não quiseram. Pelo menos não são mercenários, como um monte de outras bandas.

Bom, mas já que estamos aqui e o post tá gigante, mesmo, lá vai um vídeo do Keane junto com o Pete Doherty fazendo cover de Karma Chameleon, do Culture Club, no programa My Taratata, da TV francesa:

E a quem interessar possa: Boy George saiu da cadeia no último dia 11, porque se comportou direitinho.

GAROTO DE PROGRAMA SE DIZ VÍTIMA DE SADOMASOQUISMO NO APARTAMENTO DO CANTOR

Karma karma karma

Karma karma karma

A gente bem que avisou e tá aí: 15 meses em regime fechado. A que ponto chegamos, Boy George?

De acordo com o rapaz Audun Carlsen, de 29 anos, que está sendo tratado como mister Carlsen pela imprensa sensacionalista britância, em abril do ano passado Boy George o levou pro flat onde mora, em Londres. Lá, eles… Prefiro não comentar! Mas enfim, depois de tudo, o ex-líder do Culture Club, supostamente na paranóia, achou que o cara tivesse pego fotos… ahnnn… fotos privadas de seu laptop. Nem teve dúvida: inciou uma sessão de tortura sadomasoquismo. Amarrou o garotão na cama e deu-lhe umas chicotadas (ok, não era chicote, mas me faltou o termo) com uma corrente de metal.

Ainda segundo o piranho, Boy George teria falado assim: “Perdeu playboy! Agora você vai ter o que merece” (scataplaft!).

Na hora de se defender, George O’Dowd (verdadeiro nome o cantor) se recusou a apresentar provas. O irmão de Boy George conta que ele fez isso para não envergonhar a própria mãe. Imagina, né? Assim, a dona coroinha lá só vai saber o que o filhinho dela anda aprontando por aí se ler os tablóides, assistir a TV, ouvir rádio, entrar na internet ou se aquela amiga fofoqueira ligar pra perguntar os detalhes.

Numa ilha deserta, certamente, a senhora Dowd conseguiria ser preservada.

Agora, o pior de tudo é que rola uma versão bacana do Boy George para Yes We Can (sabem do que estou falando, né?), mas, preso, ele vai perder a posse terça-feira. [Aliás, a MTV Brasil vai transmitir a festa da posse – não o Obamafest, ok – na madrugada de terça pra quarta, 1h da manhã.] A seguir, Boy George e a sua homenagem ao novo presidente dos EUA:

Acabamos de verificar um grave lapso: falamos sobre uma passagem infeliz da vida de Boy George e esquecemos de dedicar uma trilha ao momento. Então, lá vai! Trata-se de uma versão bem… trash 80’s, que a cantora Perla (a paraguaia, não a funkeira) fez para o clássico Karma Chameleon, do Culture Club, que vem a ser a ex-banda do Menino(???) George. Infelizmente não temos um clipe, mas o áudio, com uma série de fotos reunidas num vídeo feito por um fã. Diga-se de passagem, algo bem digno da música – você entenderá.

Ah, ok, você não sabe quem é a Perla… Clique aqui pra ir ao site oficial dela (sim, sim, ela AINDA está em atividade), que é de um bom gosto in-ve-já-vel (certeza: se tivesse internet nos anos 80, o site dela seria igualzinho a este atual).   E, já que tamo aqui, uma observação: no site dela tem a discografia a partir de meados dos anos 90, mas nós sabemos, Perlita, que seu passado te condena. Afinal, você “estourou” antes mesmo de regravar o Culture Club, com uma versão homônima da música Fernando (afe!) do Abba (afe!²). Ela até se apresentou com esta música recentemente no… Gilberto Barros. Atenção:
1. aos figurinos (dela e do “balé”);
2. a ela cantando junto com o playback; e
3. a cafonice da dança do “balé”

Beijonosliga!

 

Sado-masô?
Sado-masô?

Boy George, o eterno ex-líder maquiado do Culture Club, chegou ao “fundo da lixeira”. O vocalista e Dj, de 47 anos, foi considerado culpado por manter preso em casa, um garoto de programa pelo tribunal de Snaresbook, em Londres. A sentença será divulgada em 16 de janeiro.

De acordo com o Globonline, o garoto de programa Audun Carlsen declarou em juízo que George o algemou prendendo-o em uma parede, e o agrediu com uma corrente, em abril de 2007, porque ele não quis ter relações sexuais com o músico. George alega que prendeu o rapaz  em seu apartamento, pois Carlsen teria roubado fotos de seu computador.

Comentário dos Garis: Parece que Boy George esqueceu de especificar que gosta de uma coisa mais na linha, digamos…”sado-masô” ao solicitar os serviços do rapaz .