Posts com Tag ‘axl rose’

Enquanto Axl Rose coloca o lendário Chinese Democracy nas lojas após mais de uma década de atraso, o ex-parceiro de GunsSlash anuncia algumas das participações especiais de seu álbum solo. 

Perla Hudson, esposa do guitarrista cabeludão, revelou que o disco solo contará com uma força de “todos os amigos” de Slash desde Ozzy Osbourne até Fergie. Slash com o príncipe das trevas é mais fácil de imaginar, já com a ex-vocal do Black Eyed Peas… mas encontramos no youtube, um vídeo feito por um fã enlouquecido – onde aparecem os dois músicos tocando o clássico Sweet Child O´Mine. Já dá uma idéia, né não?

E que tal um vídeo de Slash com Ozzy?

Esse pode ser considerado como o primeiro álbum solo de Slash. Além de carreiras de sucesso no Guns N´Roses e no Velvet Revolver, o guitarrista lançou dois álbuns: It’s Five O’Clock Somewhere e Ain’t Life Grand, sob o  pseudônimo Slash’s Snakepit. A diferença para o trabalho atual é que o Slash´s Snakepit era uma banda de fato e não apenas um trabalho individual. O novo CD está programado para sair em 2009. Esperamos que não atrase tanto quanto a “Democracia Chinesa”.

gnr

Ok, não consegui ficar nem cinco minutos sem ouvir música. Fracasso total do protesto por minha parte, mas foi por um bom motivo: o Guns n’Roses acaba de disponibilizar pra audição gratuita o disco mais (mal)falado dos últimos anos. Chinese Democracy está inteiro no MySpace do bandão de Axl Rose, que provou que, apesar de tudo, ainda é um bandão.

As redes sociais, torrents e P2P já estão cheios de links para o disco inteiro. Posso adiantar – para os poucos que ainda não ouviram – que Better continua sendo, de fato, a melhor música do álbum. A faixa de abertura, que empresta nome ao disco, também traz aquela energia dos melhores anos do Guns. Mesmo depois de tanto tempo desde o último álbum, o duplo Use Your Illusion (1991) [The Spaghetti Incident? (1993) era um disco de covers, então, não conta; mesmo porque depois ainda teve a compilação de shows Live Era e compilações papa-níqueis, do tipo greatest hits], a impressão que dá é que valeu a pena esperar.

Os antigos GnR – Slash, Duff e Matt – talvez não conseguissem fazer igual. É que dificilmente músicos tão experientes e consagrados aguentariam esperar empolgados durante 17 anos pelo lançamento de um álbum de inéditas, atualizando as músicas e tal. Vale lembrar que Chinese Democracy estava prometido há 14 anos e, de acordo com números jamais confirmados – ou negados – pela indústria fonográfica, devido a mudanças na formação do GnR, regravações e tal, o petardo ficava US$ 1 milhão mais caro a cada ano que passava. Ou seja, hoje é o “disco de 14 milhões de dólares”. Será?

chinesedemocracycoverAlgumas músicas que vazaram desde 2006 em versões que o GnR (leia-se Axl) jurava que não eram definitivas, praticamente continuam as mesmas. Better, que ano passado ficou semanas no topo da parada americana (um fenômeno digno da era digital, em que se perde o controle: uma canção “vazada” fazer tanto sucesso), provavelmente deu força ao Guns, na batalha que a banda travou com a gravadora Universal para o lançamento deste disco que muitos acreditaram que jamais sairia de dentro da gaveta. Outras que não mudaram (quase) nada foram There Was a Time, I.R.S. e a épica(?) Madagascar. Já Street of Dreams (também conhecida como The Blues) e This I Love, mudaram sensivelmente; para melhor. Sorry, a faixa gravada com o Sebastian Bach (com quem, ao que tudo indica, Axl tem um “bromance”), nos leva de volta ao hair metal dos anos 80 – uma palavra: medo.

O disco, em si, é muito bom e, se a gravadora souber fazer as coisas direito, será um grande sucesso fonográfico. Liberar Chinese Democracy inteiro para audição no MySpace é uma boa estratégia, uma vez que há dois anos as músicas circulam pela internet. A questão agora é descobrir um jeito de fazer os fãs pagarem por isso – o que eu não acho difícil. O problema é como fazer isso.

Bom, mas isso é problema da Universal, que já tinha o álbum pronto desde 2001, 2002 e esperou a internet se desenvolver, a banda larga se popularizar, aparecerem Pirate Bays, Rapid Shares e outros tantos modos de trocas de arquivo para além do Napster, que deixaram a gravadora numa situação de risco. Já a banda é quem mais ganha com isso tudo. E, claro, é quem merece ganhar, mesmo.

E tomara que eles cumpram o prometido no dia 14 de janeiro de 2001, no Rock in Rio 3, e voltem ao Brasil para uma turnê de lançamento do Chinese Democracy. Long live Guns n’Roses!

LISTA DE FAIXAS DE CHINESE DEMOCRACY

1. Chinese Democracy
2. Shackler’s Revenge
3. Better
4. Street Of Dreams (conhecida como The Blues)
5. If The World
6. There Was A Time
7. Catcher In The Rye
8. Scraped
9. Rhiad N’ The Bedouins
10. Sorry (part. especial Sebastian Bach)
11. I.R.S.
12. Madagascar
13. This I Love
14. Prostitute

Agora vai

Axl Rose: "Agora vai"

A empresa de refrigerantes Cadbury Schweppes afimou que cumprirá a promessa de distribuir bebidas de graça para todos norte-americanos, caso o álbum dos Guns N´Roses, o Chinese Democracy, seja realmente lançado ainda em 2008.

Em um comunicado, o vice-presidente de marketing da companhia americana, Tony Jacobs, admitiu ter pensado que “este dia nunca chegaria”, mas confirmou que, agora que a data foi marcada, a empresa se compromete a distribuir  latas do refrigerante  Dr. Pepper grátis para todo o país.

De acordo com a empresa, as bebidas poderão ser retiradas por todos os habitantes dos Estados Unidos -cerca de 303 milhões de pessoas – após se registratem no website da empresa.

Em março, a empresa fez esse desafio à Axl Rose, líder do grupo devido a demora no lançamento do álbum Chinese Democracy. O disco dos Guns N´Roses está sendo produzido desde 1994 e ainda não chegou às lojas. O lançamento foi anunciado pela primeira vez para 2002, mas desde então foi adiado várias vezes. A previsão é que ele chegue às lojas no dia 25 de novembro de 2008.

Comum ou diet?

Comum ou diet?

Amy Winehouse, Axl Rose e Britney Spears estão na lista das celebs mais personas non gratas nos hotéis do mundo.

A Amy melecou a banheira de um quarto com tinta preta pra cabelo e, num outro hotel, caiu na mão com o marido-problema Blake Fielder-Civil e deixou sangue pra tudo quanto é lado.

O Axl também causou distúrbios quando, às 8 horas da manhã, brigou com uma mulher e abocanhou a perna de um segurança. É mole?

Bom, já a Britta, não fez nada disso, mas está na lista porque é uma fanfarrona. Volta e meia ela se registrava nos hotéis Los Angeles, mas nunca aparecia. Então, pra que se registrava? Só pra criar tumulto. Ah, vai! Deve ser divertido…

A matéria completa está no site da Rolling Stone Brasil.