Eles sabem fazer carnavais melhores

Publicado: 22/março/2009 em Festival, Plantão
Tags:, , , , , , , , ,

Por MAURÍCIO RAMOS, fã de Los Hermanos

Uma noite histórica reuniu um reencontro, uma lenda viva e uma primeira vez. Em uma excelente atmosfera, a Praça da Apoteose recebeu gente de vários lugares do país além de cults, alternativos , playboys, celebridades , sub-celebridades e meus amigos de escola (foi muito bom revê-los).

O festival começou com o DJ Maurício Valladares, mas, por causa do engarrafamento na Ponte Rio-Niterói, não consegui curtir nada da discotecagem. Cheguei com vontade de ir ao banheiro e assim que a saciei fui para o meio da galera. Exatamente às 18h59min , o momento mais esperado pra mim: Los Hermanos. O público foi ao delírio.

Todos se sentiam fazendo parte da história. O show começou com Todo Carnaval Tem Seu Fim e foi demais. O clima de devoção estava no ar. O povo cantava em uníssino e os Hermanos demonstravam o prazer em estar no palco de novo, juntos. A empolgação dos integrantes era visível (exceto do jogador de bocha Bruno Medina, que resolveu tocar teclado). Camelo, Amarante, Bubu (o 5º elemento) e Barba mostraram a energia que é habitual nos shows. Foi uma hora de um grande show, porém estranho.

Sim, estranho. Eles tocaram todos os sucessos como O Vento , O Vencedor, Sentimental e Além do Que Se Vê mas senti falta de músicas mais lado-B, como foi prometido durante a semana. Para os que queriam curtir o momento alternativo , Cher Antoine foi um dos pontos altos do show, já que foi a primeira vez que eles tocaram a música ao vivo. Mesmo com 18 músicas no total, o show foi curto pra quem esperou dois anos por esse momento. Rolaram pedidos de “Volta, Los Hermanos” (Com a bela resposta de “Tamo aqui, uai” do Amarante) e de bis, que não foi atendido.

Excelente show apesar de burocrático. Não achei que foi de propósito. Acho que a ferrugem atrapalhou um pouco mas foi histórico pros fãs! Nota 8 (perdeu pontos pela duração , falta de lados-B e falta do bis).

O Segundo show foi o que eu menos esperava ver: Kraftwerk. Sinceramente era aquele esquema de “já que eu estou ali mesmo, eu vou ver”. Ainda bem que estava ali. Que showzasso!!! Sensacional! Usaram com maestria efeitos eletrônicos, imagens no telão e luz! Um show de produção. Me mostraram o que é música eletrônica de verdade. O visual predominantemente vermelho, os integrantes com seus laptops formando quatro figuras iguais , como se fossem produtos em série, demonstraram que a Alemanha marcou uma baita presença. E ainda terminou , ironicamente , com Music Non-Stop. Ponto pra eles! Nota 9 (só porque eu realmente não curto tanta música eletrônica).

O ponto alto da noite foi o show do Radiohead. Souberam empolgar a galera. Abriram o show com muita energia e o público foi ao delírio. O som estava muito melhor que nos outros dois shows e isso, unido com uma bela imagem de quatro câmeras que acompanhavam os integrantes e projetavam as imagens no telão além do jogo de luzes foda demais (isso pode escrever aqui? Ah , foda-se ,escrevi) fez com que o show fosse um verdadeiro espetáculo. Não sou fã do Radiohead mas foi o típico show que, mesmo não conhecendo as músicas, eu saberia que o investimento seria bem feito. Pros fãs o ponto alto foi quando tocaram músicas como Karma Police e Paranoid Android. Pra mim , foi quando tocaram Idioteque (quando todos dançaram aos movimentos epiléticos). Pra todo mundo, o melhor foi o final com Creep. Sensacional!!! Demais!!! Só faltou Fake Plastic Trees. Deram mole mas não deveram em nada. Ao contrário, abusaram do bis. Dooois?? É meio sacanagem, né? Mas mesmo assim ganharam nota 10 e mostraram que são do caralho!!!

Organização: Nota 9 . Um lugar acessível e bonito, templo do samba , a Apoteose recebeu um festival de rock e música eletrônica. Com banheiros, bares, posto médicos de fácil acesso, tudo estava nos conformes. A pontualidade dos shows e a qualidade dos sons me surpreenderam . Excelentes! Porém, também fiquei surpreso com a falta de lixeiras. Sinceramente, não lembro de ter visto nenhuma. Assim, muito lixo ficou nos cantos, infelizmente.

E hoje tem show em São Paulo e, reza a lenda, o Multishow vai transmitir tudo ao vivo.

MAIS!!!

Show do Radiohead foi “do caralho!”
Eles são robôs, cara!

Setlists

Anúncios
comentários
  1. […] Eles sabem fazer carnavais melhores – a assinatura do post já explica: por Maurício Ramos, fã de Los Hermanos, que é pra que todos saibam que, não se trata de um incauto qualquer escrevendo sobre o que não sabe. Uma análise do show de abertura e que marca a volta dos caras á cova dos leões. […]

  2. just a fest disse:

    […] sei se foi efeito da sacanagem da produção, mas o show foi bem mais morno do que eu esperava. Como li sobre o show no Rio, foi burocrático, não foi digno de show de “volta”. As músicas me pareceram mais […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s