E não fui eu quem disse isso. Tá lá no clássico American Pie, do Don McLean:

Ah, achava que era da Madonna, né? Mas não é, não.

A música, traduzida aqui, faz referência ao dia 3 de fevereiro de 1959, quando o músico Buddy Holly – Pai do Rock (lembrem-se que Elvis é o Rei, mas não o Pai) – morreu, vítima de um acidente de avião. Ele tinha apenas 22 anos de idade e já havia composto clássicos como Peggy Sue, que você vê a seguir, numa rara gravação ao vivo, em Nova Iorque, em 1958:

Bob Dylan conta que tinha 16 ou 17 anos quando foi ver Buddy Holly tocar: “Eu estava lá, a um metro dele… e ele olhou pra mim… Buddy Holly era um poeta – muito à frente do seu tempo”. Paul McCartney certa vez admitiu que pelo menos 40 músicas dos Beatles foram compostas com influências de Buddy Holly. Quanto ao John, a influência foi além da música: Lennon usava óculos numa boa, porque Buddy Holly também o fazia. Já Bruce Springsteen precisa tocar músicas de Holly sempre antes de entrar no palco, para se sentir “honesto”. Eric Clapton acredita que, “de todos os heróis da música de todos os tempos, Buddy Holly era o mais acessível, e era uma coisa real… Era um de nós”.

Pra terminar, em 1994, o Weezer lançou um single em homenagem ao cara, chamado Buddy Holly:

Viva Buddy Holly!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s