Amy ‘parô’ com o pó(?)

Publicado: 12/janeiro/2009 em fundo da lixeira
Tags:, , , , ,

Ok, sabemos que é difícil acreditar, mas foi exatamente isso que os leitores do tablóide britânico News Of The World ficaram sabendo neste domingo. O jornal trouxe uma entrevista que tem até momentos meio cafonas (ou seriam só “momentos fofos”?) em que Amy Winehouse afirma: “Minha única droga é o amor”. A cantora, de 25 anos, conseguiu finalmente se livrar do casamento nada saudável que tinha com Blake Fielder-Civil e agora namora Josh Bowman, de 21 anos. A entrevista ao NOTW foi concedida em Santa Lucia, onde passa as férias, e devidamente traduzida (os trechos mais periclitantes) no melhor estilo LIXEIRA DO POP.

voltar à boa forma

Objetivo: voltar à boa forma

Amy começa dizendo que nunca se sentiu tão feliz e nem pensa muito em ir pra casa. “Penso em ligar o foda-se. O Josh não poderia ser mais diferente do meu marido e isso não é ruim. Blake me olha com um certo desprezo. Mas o Josh é todo bonito e limpo e é isso que eu amo nele. Quando estamos juntos, não preciso de drogas para me sentir bem, porque ele me faz parecer incrível”.

A cantora continua, agora falando que o maridão, além de corno e junkie, é broxa: “Blake é desprezível na cama. Sabia? Quase toda vez que dormia com ele era como se eu estivesse morta. Eu nem sei o que vai acontecer com a gente agora, porque durante todo esse tempo aqui eu meio que esqueci que sou casada” eeeeeeeee lerê! “Tô aqui feliz e me divertindo com o Josh. Quando voltar, entrarei um acordo com o Blake. Mas todo o nosso casamento é baseado em drogas. Então, estar com alguém como Josh é muito melhor pra mim”. Olha, dizem que as drogas diminuem a… ahnnn… eficiência sexual do indivíduo. Então, crianças, fica o alerta: deixem pra se viciarem sério só lá depois dos 60 ou quando cansarem de transar (até parece que isso cansa). [Ok, estou insano hoje!]

Uma das muitas 'fotos horrorizantes'

Uma das muitas 'fotos horrorizantes'

“Antes de vir pra cá, vi uma foto minha no jornal e fiquei bege“. Amy, o mundo todo ficou horrorizado algumas vezes com as suas fotos, mas enfim: “Pensei comigo mesma: ‘Garota, você tem de tomar um jeito, senão estará morta logo’. A minha casa é o meu inferno. Fugi de lá. Lá há drogas em tudo quanto é lugar. Aqui eu me sinto tranquilona e posso dizer pela primeira vez que estou livre das drogas. Tudo o que eu tenho feito é ler livros, pegar um bronze e beber uns birináites. Mas isso fez com que eu me concentrasse na minha carreira de novo. Algumas noites eu fico de bobeira fazendo algumas músicas no piano, mas já começo a pensar em voltar ao estúdio. Quero capturar o quanto estou alegre agora em algumas dessas músicas”.

A entrevista continua e, se você quiser ler no típico inglês britânico, é só acessar o site do News Of The World.

E… Amy, queremos você boa, pelo menos até conseguirmos te ver ao vivo. Beleza?

Anúncios
comentários
  1. selma disse:

    A tradução, impecável, da entrevista e a frase final já valem o post, o blog, a Lixeira toda! rsrsrs Tb te aguardo, Amy. Não me decepcione, hein?, como o Led.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s