E a gente nem vai comentar aquele erro (barriga, no jargão jornalístico) tosco que o jornal Diário do Sul da Bahia publicou e o Kibeloco espalhou por aí.

Paulo Henrique Amorim
Confesso que não conseguia entender direito essa história do Daniel Dantas, Nahas e Pitta. Então, fui procurar e achei um especial sensacional feito pelo Paulo Henrique Amorim (“Oi, tudobêim?”). Segue, então, essa indicação porreta pra quem quiser entender este escândalo. Como o PHA agora é rico e trabalha por conta própria, realiza o desejo de todo jornalista: poder escrever tudo o que quiser, sem depender de decisão patronal, nem de imposição dos anunciantes. E faz isso no site dele, Conversa Afiada.

Na cobertura feita pelo PHA, tem aquilo tudo o que a gente gosta e os coleguinhas da imprensa não divulgam: nomes, valores, ligações de criminosos com políticos, partidos e cargos desses políticos e a explicação detalhada de toda a tramóia. Nada imparcial, mesmo porque nenhum veículo é imparcial. Ficam(os) buscando a neutralidade, mas sempre estão(estamos) de um lado da história. E isso não é necessariamente ruim. Ok?

Os GARIS lêem, recomendam e alertam, porque vêm aí as eleições.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s